T&D: Você está sendo treinado para ficar em casa?

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Treinamento em home office

T&D: Você está sendo treinado para ficar em casa?

Neste período de pandemia do Covid-19, as empresas não tiveram opção e foi decretado o home office generalizado.

E além de mudar o modelo de trabalho, mudou também o comportamento e a saúde mental dos colaboradores.

E por falar saúde mental,  temos uma pergunta: como convencer os gestores investirem em treinamentos em home office?

O cenário do trabalho remoto impactou diretamente no modelo padrão de trabalho e com isso impactou na autonomia, na produtividade e na motivação dos colaboradores .Alguns produzindo mais outros não e com isso as empresas vem se sentindo confusas no meio desta nova rotina diária de trabalho.

Mas enfim o que home office tem a ver com Treinamento?

Por mais que a questão do T&D tenha sido cada vez mais aderida e o mercado esteja recebendo softwares e metodologias avançados e inovadores para fortalecer o processo de treinamento corporativo, na prática o desenvolvimento de profissionais por parte das empresas ainda é conduzido dentro de forma cautelosa na qual as habilidades técnicas (hard skills) se destacam sobre as competências emocionais (soft skills).

Portanto quando falamos para os colaboradores sobre treinamentos em home office, não estamos falando de aumento de tarefas e sim um direcionamento e desenvolvimento das competências comportamentais.

E mais do que isso, uma transformação cultural onde exista processos de capacitação de lideranças e equipes, aquisição de sistemas de uso diário e claro, habilidades indispensáveis que esses profissionais precisam ter para uma boa execução do trabalho a distância.

Reforçando que no ambiente virtual existem skills fundamentais para que o home office seja feito da melhor maneira possível e traga o rendimento esperado. Sem contar que os rituais das empresas continuam os mesmos porém adaptado para o formato online, preservando assim a cultura da empresa em transformação.

E você deve estar se perguntado, quais skills são importantes  e justificam um investimento em T&D? 

1) Organização e Responsabilidade - Assim como no trabalho presencial é preciso atentar-se aos prazos e horários. Não se atrasar para calls e entregar suas atividades no prazo é um ponto positivo e mostra seu comprometimento com a empresa. A pontualidade e gestão do tempo são fundamentais.

2) Empatia - Se colocar no lugar do outro! Saber ouvir, atuar e compartilhar de forma empática são determinantes para um trabalho remoto funcionar de forma eficaz.

3) Presenteísmo - Abrir a câmera nas chamadas de vídeo, participar das reuniões do time de trabalho, contribuir com insights, sugestões e feedbacks. Esses são alguns pontos de destaque dos profissionais engajados remotamente.

4) Inteligência Emocional - Ter autoconhecimento, relacionamento interpessoal e com a equipe são skills importantes e extremamente valorizados no trabalho remoto.

Profissionais que possuem a capacidade de administrar as próprias emoções e driblar as barreiras da timidez, principalmente devido a necessidade de se posicionar cada vez mais diante de câmera, são os mais desejados para trabalharem remotamente. Dentre os pontos que são observados no ambiente virtual estão o descontrole emocional nas práticas de trabalho diárias e falta de ética nos tratamentos entre as pessoas.

5) Gestão de conflitos saber mediar impasses entre pessoas e times também é desafio no ambiente virtual, desta forma, como o objetivo de manter conexão entre as pessoas e diminuir os impactos negativos que podem surgir à distância, busque momentos de interação.

Adaptabilidade e resiliência largam na frente em prol do sucesso remoto!

No cenário atual, é importante assegurar os pilares fundamentais para a efetividade de implementação do Home office.

O treinamento e desenvolvimento durante o trabalho remoto eleva a empresa a um outro patamar, além de engajar e motivar seu time de forma assertiva.

A mudança da cultura, das pessoas e aquisição de ferramentas tecnológicas são imprescindíveis para o sucesso do home office.